facebook icon youtube icon
image image image image image
CANDIDATURAS
PLATAFORMAS
FAQ'S
NEWSLETTER
CÓDIGO DE
CONDUTA
ENTIDADES
ACREDITADORAS
EMENTA
INFORMAÇÃO
ESCOLAR
NOTÍCIAS
NOTÍCIAS
7º Ano embarca numa viagem pela geologia e paleontologia urbana
7º ANO EMBARCA NUMA VIAGEM PELA GEOLOGIA E PALEONTOLOGIA URBANA • 10 de março de 2022 | Faro
No dia 10 de março, os alunos do 7º ano do Colégio Bernardette Romeira embarcaram num passeio interpretativo baseado no livro “Faro - Guia de geologia e paleontologia urbana” de Luís Azevedo Rodrigues e Margarida Agostinho.

Os alunos exploraram a cidade tendo por guia o Geólogo Stefan Rosendahl, que lhes mostrou as formações geológicas pré-históricas presentes na pedra utilizada para construir diversos edifícios em Faro, e os guiou através das eras das quais provieram.

Os alunos começaram por ter uma noção de quando a Terra se formou, de quando apareceram os primeiros seres vivos depois os dinossauros e finalmente os seres humanos. Entre outras curiosas observações, os alunos observaram que tipo de rochas é possível encontrar na antiga muralha de Faro, tendo encontrado os três tipos de rochas: as sedimentares, metamórficas e magmáticas.

Seguiram então para a Catedral de Faro, onde encontraram nas escadas e nas paredes galerias e marcas deixadas há muito tempo por seres vivos aquáticos (icnofósseis). Stefan também chamou a atenção para os diferentes símbolos que se encontram gravados nas rochas que constituem as paredes externas da Catedral: representavam as marcas do pedreiro que as tinha trabalhado. Os alunos partiram à descoberta destes símbolos, tendo encontrado variados - sinal da quantidade de pedreiros que trabalhou na construção do edifício.

Descobriram vestígios de animais pré-históricos nas construções mais antigas da Cidade Velha, e até fósseis de rudistas na fachada do Hotel Faro.

Os alunos encontraram ainda fósseis de corais e de amonites por vários pontos da cidade.

Os alunos visitaram ainda o Museu Municipal de Faro onde, sob a orientação da Drª Sofia Mendes, fizeram o percurso das civilizações que mais influenciaram a cidade de Faro, ou seja, exposições de vestígios romanos e muçulmanos.

Esta atividade foi desenvolvida como uma iniciativa transdisciplinar de Ciências Naturais e História, que deu aos alunos a possibilidade de compreenderem como o mundo natural e a história da civilização humana estão profundamente conectados.

O nosso agradecimento ao Geólogo Stefan Rosendahl e à Drª Sofia Mendes pela experiência edificante que proporcionaram aos nossos alunos!
+
Projeto Profissões leva os alunos de 1º Ciclo às profissões
PROJETO PROFISSÕES LEVA OS ALUNOS DE 1º CICLO ÀS PROFISSÕES • 1 de fevereiro de 2022 | Olhão
Este ano, o Colégio Bernardette Romeira está a desenvolver junto dos seus alunos do 1º Ciclo o Projeto Profissões: um conjunto de iniciativas que pretende mostrar aos mais novos as diferentes profissões que existem, e a forma como contribuem para uma comunidade mais feliz e coesa.

No âmbito deste projeto, o CBR trouxe os arquitetos Urduja Morelli e Luís Pinho para apresentações sobre o seu trabalho no ramo da arquitetura. A Arq. Urduja e o Arq. Luís mostraram-lhes os seus projetos, explicaram a sua profissão e responderam às questões dos alunos.

Os alunos do 2º ano fizeram ainda uma visita de estudo pela cidade, na qual visitaram vários postos de trabalho e tiveram contacto com os trabalhadores desses mesmos sítios. A turma passou pela CP, pelo Tribunal, pelos CTT e pelo salão de cabeleireiros da D. Fátima.

No Tribunal, a Juíza Cátia Monteiro acolheu a turma e desenvolveu com os alunos uma simulação de uma audiência, com um arguido, um advogado, testemunhas e um provedor. A turma fez ainda uma visita guiada às instalações.

Nos CTT, os alunos foram acolhidos pelo Sr. Sérgio Cavaco e pela Sra. Florbela. Além de lhes explicarem as diversas funções dentro de um posto dos correios, presentearam-nos ainda com um selo comemorativo dos 500 anos dos CTT.

Os alunos visitaram ainda a CP e exploraram as diversas funções ligadas aos transportes locomotivos, e pararam no salão de cabeleireiros da D. Fátima, onde esta lhes explicou tudo o que faz um cabeleireiro.

Os alunos mostram-se interessados, curiosos, e mais informados sobre a forma como as diferentes áreas laborais compõem o tecido social.

O Projeto Profissões estará em vigor durante o presente ano letivo.
+
Inscrições Abertas
INSCRIÇÕES ABERTAS • Ano Letivo 2021/2022




As inscrições para o Ano Letivo 2021/2022 no Colégio Bernardette Romeira estão abertas.

O Colégio Bernardette Romeira é um estabelecimento de ensino privado para estudantes desde o Berçário até ao Ensino Básico. Situa-se em instalações construídas para o efeito e que cumprem todas as exigências programáticas, construtivas e técnicas da tipologia a servir, de acordo com a legislação em vigor. Localiza-se na cidade de Olhão - uma pequena cidade tradicional localizada a 10km de Faro, 28km de Tavira e 34km de Vilamoura.

Acreditamos que a Arte, o Desporto e a Tecnologia são partes fulcrais da vida de um cidadão ativo do séc. XXI, pelo que estes complementam os seus estudos académicos como parte integrante do currículo. O nosso projeto educativo Sou um Cidadão do Mundo encoraja toda a comunidade educativa a auxiliar os estudantes no seu processo de descoberta da importância das suas escolhas, tanto a nível individual como global.

Mais do que uma escola, o Colégio é uma família para os nossos alunos e Encarregados de Educação: uma equipa de excelentes profissionais no qual os pais podem confiar, cujo objetivo primário é o desenvolvimento académico, social e pessoal dos nossos alunos. Os nossos projetos e visão transdisciplinar asseguram que os alunos atingem os seus objetivos académicos, mas também que saibam aplicar os conhecimentos adquiridos no mundo real.

Este ano, torne-se parte da Família CBR!

O Que Oferecemos




  • Estado-da-arte em pedagogia e ensino nos dois currículos: os Estudos Portugueses (até ao 9º ano) e os Estudos Internacionais (até ao 6º ano)
    • Português como segunda língua nos Estudos Internacionais.
    • Aprendizagem do inglês nos Estudos Portugueses seguindo a metodologia Cambridge English, com testes da Cambridge Language Certification no final de cada ciclo de ensino.






  • Uma vasta variedade de Atividades de Enriquecimento Curricular e Atividades Complementares de Educação Artística.
    • Programa de Música CBR com aulas individuais de instrumentos (guitarra, bateria, ukulele, baixo, clarinete, flauta, canto e muito mais) e uma Banda Escolar.
    • Uma Associação Cultural e Desportiva com equipas medalhadas de Karaté, Barquetebol e Natação.
    • Clubes de Cerânica, Robótica e Jornalismo, assim como aulas de Escrita Criativa.





  • Um Gabinete Técnico-Pedagógico com Serviços de Psicologia e Aconselhamento para todos os estudantes, Educação Especial e Terapias.





  • Comunicação transparente e aberta entre a escola e as famílias.
    • Integração na plataforma ClassDojo desde o Pré-Escolar até ao 4º ano, no qual os pais podem seguir o dia-a-dia das suas crianças, as atividades realizadas em aula, visitas de estudo e muito mais.
    • Integração na plataforma INOVAR para alunos do 1º ao 9º ano, onde os pais podem consultar as notas e performance escolar dos seus filhos.
    • Reuniões regulares com Professores Titulares, Diretores de Turma e a Direção da Escola.





  • Ocupação de Tempos Livros de Verão, Inverno, Carnaval e Páscoa.
    • Um programa de atividades educativas e dinâmicas para cada ocasião. Programme of educational and dynamic activities adapted to the occasion.
    • Visitas à cidade para formentar a descoberta do património local. Field trips to discover the town and the local environment.
    • Atividades desportivas em colaboração com entidades locais (equitação, canoagem, vela...).



Como se pode inscrever

Documentação
PreçárioRegulamento da EscolaCódigo de Conduta

Opções de Inscrição
Inscrição OnlineFicha para Inscrição na Escola

+
Dia Aberto CBR
DIA ABERTO CBR • Inscrições abertas - venha descobrir a nossa escola!



  • Inscreva-se numa visita guiada pelas nossas instalações e conheça os nossos projetos e a nossa equipa.
  • Conheça a Direção da Escola e esclareça todas as suas dúvidas sobre o CBR e a sua missão.
  • Leve consigo todas as informações de que necessita para fazer uma escolha consciente e informada da melhor escola para seus filhos
+
Covid-19
COVID-19 • Plano de Contingência, Plano de Higienização e Medidas Gerais
Face ao "novo normal", o Colégio Bernardette Romeira encontra-se continuamente a desenvolver esforços para garantir a segurança e saúde dos seus alunos e comunidade educativa. O CBR conta com um Plano de Contingência, um Plano de Higienização, medidas de prevenção específicas para o novo ano letivo, e segue todas as orientações da DGS, da Direção-Geral da Educação e quaisquer decisões governamentais que sejam tomadas no decorrer do ano.



Documentação

Medidas de Prevenção e Controlo no Regresso às Aulas

1 – Medidas Gerais

  1. Acesso condicionado ao edifício, com exceção das crianças e funcionários;
  2. O acesso ao edifício deve ser feito:
    1. com o distanciamento mínimo recomendado;
    2. nos circuitos separativos de entrada e saída;
    3. instruções de circulação, através da sinalética no pavimento, com percursos diferenciados de acordo com o ciclo de ensino a que pertencem.
  3. À entrada, identificada com sinalética no pavimento, é obrigatória:
    1. a higienização do calçado em tapete próprio para o efeito.
    2. medição de temperatura sem registo de dados e higienização das mãos, com solução antisséptica de base alcoólica (SABA);
  4. Uso obrigatório de máscara para maiores de 10 anos;
  5. Reforço na lavagem/desinfeção frequente das mãos por parte do pessoal docente e não docente e também dos alunos, antes e após as refeições, antes e após a ida à casa de banho, e sempre que regressem do espaço exterior.
  6. Cumprimento da etiqueta respiratória;
  7. Evitar a partilha pessoal de artigos pessoais;

2 – Organização de horários e circuitos de acesso e circulação
  1. Horário de funcionamento do estabelecimento: 08h00 às 19h00;
  2. O horário das atividades letivas, com as devidas diferenças por ciclo de ensino e por turma será de acordo com o horário específico de cada turma;
  3. A circulação interna está condicionada aos profissionais necessários ao funcionamento da instituição, pelo que os alunos serão entregues e recolhidos na receção;
  4. O acesso às salas das atividades está limitado aos profissionais, crianças e jovens afetos às mesmas, salvo para as crianças que iniciam a frequência no colégio e apenas durante o período de adaptação.
  5. Utilização do edifício segmentada com percursos diferenciados, sempre que possível, com circuitos de circulação identificados na entrada do edifício, por ciclos de ensino, Pré - Escolar, 1º Ciclo e 2º e 3º Ciclos.
  6. Sempre que possível, as portas e janelas dos espaços estarão abertas de forma a evitar o toque frequente e melhor ventilação transversal, não comprometendo a segurança das crianças e jovens.

3 – Organização dos Alunos
  1. Os alunos organizam-se por grupos/turma com atribuição de uma sala;
  2. Nas salas serão mantidas as medidas de distanciamento de 1,5m, garantindo a maximização do espaço entre pessoas, sendo atribuído a cada aluno uma mesa de trabalho individual;
  3. Serão removidos das salas todos os acessórios não essenciais para as atividades pedagógicas, reforçando a limpeza e desinfeção regular de todos os outros, de acordo com o plano de higienização dos espaços;
  4. Os alunos deverão ser portadores do material individual necessário para cada atividade;

4 – Gestão dos Espaços
  1. O serviço de refeições (almoços e lanches) será realizado na zona restrita do Jardim de Infãncia, com lugar sinalizado nas mesas, por forma a cumprir o distanciamento físico recomendado.
  2. Antes do consumo das refeições, as crianças devem lavar as mãos de forma supervisionada por um adulto e, caso necessário, ser ajudadas para a sua realização de forma correta;
  3. Em caso de necessidade de utilização da biblioteca, sala de música, auditório, sala de artes e laboratório de Ciências, será reduzida a lotação, dispondo estes espaços de sinalética que indicam os lugares que podem ser ocupados de forma a garantir as regras de distanciamento físico. Após cada utilização por grupo diferenciado será realizada a adequada descontaminação das superfícies utilizadas (mesas, cadeiras);
  4. Nas atividades a realizar no espaço exterior do Colégio, assim como em saídas para a realização de atividades, serão garantidas as medidas de prevenção e controlo da transmissão COVID-19, nomeadamente:
    1. Distanciamento físico entre pessoas, sobretudo de pessoas de outros grupos;
    2. Higiene regular das mãos;
    3. Etiqueta respiratória.

5 – Reação em caso de suspeita de infeção e isolamento
  1. Em caso de suspeita de infecção do próprio ou de terceiro, todos os membros da comunidade educativa têm o dever de contactar imediatamente a coordenadora do plano, Paula Vargues ou a substituta Ermelinda Ferreira através do telefone 968 818 105;
  2. Verificando o coordenador do plano a relevância da suspeita, a pessoa será dirigida para a Sala de Isolamento que é o Gabinete dos Primeiros Socorros;
  3. Ao dirigir-se (ser dirigido no caso de aluno) para a sala de isolamento, a pessoa não pode tocar em quaisquer superfícies nem interagir com terceiros.
  4. A Autoridade de Saúde é imediatamente informada do caso suspeito, sendo fornecidos os dados (nome, data de nascimento, contato telefónico) das pessoas que integram o(s) grupo(s) a que pertence a pessoa com suspeita de infecção de forma a facilitar a aplicação de medidas de saúde pública aos contactos de alto risco.
  5. Tratando-se de aluno, é imediatamente avisado o encarregado de educação.
  6. Para garantir a serenidade da comunidade educativa, caso o mecanismo de suspeita seja ativado, o coordenador do plano informará se o caso foi confirmado ou infirmado após receber essa informação das autoridades de saúde.
  7. Perante a confirmação do caso, o colégio desenvolverá as medidas definidas pelas autoridades de saúde.

6 – Plano de Higienização Ambiental
  1. A limpeza e desinfeção de superfícies obedece a um Plano de Higienização com as medidas de limpeza e desinfeção de superfícies em ambiente escolar, no contexto da Pandemia COVID-19, de acordo com a Orientação 024/2020 de 08/05/2020, atualizado a 20/07/2020, da Direção Geral de Saúde (DGS) para os estabelecimentos de ensino, sendo do conhecimento dos profissionais envolvidos;
  2. Higienização reforçada de todos os espaços, de acordo com o plano de trabalho específico
  3. afixado na entrada de cada espaço;
  4. Reforço na higienização dos materiais pedagógicos e equipamentos utilizados pelas crianças;
  5. Garantia de ventilação transversal natural de todos os espaços a serem utilizados pelas crianças.

7 – Condições de Transporte de Crianças
Na utilização do transporte coletivo de crianças, nas viaturas do Colégio, serão seguidas as orientações relativa a transportes coletivos de passageiros, (Decreto-Lei n.º20/2020 de 1 de maio) assegurando:
  1. Cumprimento do intervalo e da distância de segurança entre passageiros, com identificação do lugar por aluno;
  2. Redução da lotação máxima de acordo com a legislação vigente (Decreto-lei n.º 20/2020 de 1 de maio);
  3. Disponibilização de solução à base de álcool à entrada e saída da viatura; serão cumpridas as orientações da DGS.

Quaisquer esclarecimentos que entendam por necessário, deverão privilegiar o contacto via e-mail, e por último o agendamento presencial com o Coordenadora do Plano de Contingência Paula Vargues pvargues@cbr.edu.pt ou a Coordenadora Substituta Ermelinda Ferreira erferreira@cbr.edu.pt
+
DAC Desporto e Saúde :: Alunos do nono ano exploram os problemas do açúcar
DAC DESPORTO E SAÚDE :: ALUNOS DO NONO ANO EXPLORAM OS PROBLEMAS DO AÇÚCAR • 28 de julho de 2020 | Olhão
Com o Domínio de Autonomia Curricular (DAC) Desporto e Saúde pretendeu-se promover estilos de vida saudável e elevar o nível de literacia para a saúde da comunidade educativa, bem como incentivar a prática desportiva regular como medida preventiva ao sedentarismo e à obesidade infantil/juvenil. O projeto envolveu os alunos das turmas de nono ano, coordenados pelos docentes de Educação Física e Ciências Naturais.

Numa primeira fase os alunos selecionaram produtos alimentares e procederam à análise de rótulos para contabilização do açúcar presente nos mesmos, com base na regra do semáforo para descodificação dos rótulos da DGS. A escolha dos produtos a analisar teve por base hábitos de consumo dos próprios alunos, dos colegas e irmãos mais novos, mas também foram admitidas sugestões de professores com filhos em idade escolar. Para comunicar os resultados obtidos, os alunos produziram cartazes de sensibilização apelando ao consumo responsável dos produtos.

Em fase posterior, os alunos fizeram tratamento e análise de dados relativos ao teste do FitnessGram e elaboraram posters científicos para comunicação dos resultados, mobilizando aprendizagens do Português, da Matemática e das Tecnologias de Informação e Comunicação.

Ainda no âmbito do DAC Desporto e Saúde os alunos fizeram formação em Primeiros Socorros e Suporte Básico de Vida em colaboração com a Equipa de Saúde Escolar Do Centro de Saúde de Olhão, organizaram e operacionalizaram as atividades do Dia do Desporto para os alunos do Primeiro Ciclo do Ensino Básico.

Importa salientar que devido às medidas de contingência decretadas pelo Governo no âmbito da pandemia COVID-19, a fase de comunicação do projeto interdisciplinar Desporto e Saúde foi desenvolvida em EAD. Em pequenos grupos de videoconferência, utilizando a Plataforma Teams, revelaram capacidade de trabalho colaborativo e espírito de entreajuda, o que se revelou num produto final de excelente qualidade científica e gráfica.

Os alunos estão de parabéns por todo o trabalho desenvolvido mas sobretudo pela capacidade de adaptação e resiliência demonstradas na conclusão do projeto.

Os professores deixam votos de muito sucesso nas próximas etapas desta grande jornada que é o conhecimento.

Consulte aqui todos os trabalhos realizados pelos estudantes.
+
Aula de Campo na Paisagem Protegida Local da Fonte Benémola
AULA DE CAMPO NA PAISAGEM PROTEGIDA LOCAL DA FONTE BENÉMOLA • 23 de janeiro de 2020 | Loulé
A escola enquanto tubo de ensaio da sociedade deve possibilitar aos alunos, situações de aprendizagem que restabeleçam a ligação com a natureza e o seu usufruto de forma sustentável. Ser um cidadão do Mundo é ter presente que as nossas economias e sociedades estão indissoluvelmente ligadas ao planeta, aos ecossistemas e aos bens e serviços que nos proporcionam, tais como um clima estável, alimentação e água potável.

Diante dos problemas criados pela conversão de áreas naturais para diferentes usos, a utilização de índices de integridade ambiental tem sido uma importante ferramenta para avaliar de forma eficaz e rápida a qualidade dos ambientes.

Nem sempre é fácil para um estudante a utilização de ferramentas que avaliem os índices de integridade dos ecossistemas. Pensando nesse problema, uma equipa do ECOREACH do Centro de Ciências do Mar (CCMAR)/Universidade do Algarve (UAlg) desenvolveu uma aplicação (APP) que permite, de modo intuitivo, avaliar o grau de preservação/alteração de ribeiras do Algarve.

Nos dias 22 e 23 de janeiro a turma do oitavo ano participou com os investigadores José Max e Marcos numa palestra sobre "Ecologia e conservação de ribeiras", seguida de uma saída de campo à Paisagem Protegida Local da Fonte Benémola – Loulé para teste da ferramenta app, em conjunto com os alunos do oitavo ano da EB 2, 3 João da Rosa. Nesta atividade, improvisámos ainda um laboratório ao ar livre para observação de bioindicadores da qualidade da ribeira.

Com esta atividade, terminámos o semestre da melhor maneira: a promover a sustentabilidade e a proteção do planeta junto dos nossos alunos.
+
Alunos CBR são deputados regionais no Parlamento dos Jovens
ALUNOS CBR SÃO DEPUTADOS REGIONAIS NO PARLAMENTO DOS JOVENS • 13 de abril de 2018 | Lisboa
Os alunos Natacha Fernandes e Pedro Cruz, na qualidade de deputados, e Graciela Camacho, na qualidade de jornalista, irão participar na Sessão Nacional da Assembleia da República nos dias 16 e 17 de abril, em representação do distrito de Faro na apresentação dos projetos de lei aprovados em Sessão Distrital, no passado dia 5 de março, sob o tema Igualdade de Género.

A reunião de uma das Comissões do Parlamento dos Jovens (dia 16) será transmitida em direto pelo Canal Parlamento - ARtv na televisão por cabo e TDT. As reuniões das restantes Comissões (dia 16), bem como a Sessão Plenária (dia 17) serão gravadas e transmitidas em direto, na plataforma de web-TV do Canal Parlamento. O programa "Parlamento dos Jovens" é uma iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens do 2.º e do 3.º ciclos do ensino básico e que culmina com a realização de uma Sessão Nacional na Assembleia da República.

O Parlamento dos Jovens tem como objetivos:
  1. Incentivar o interesse dos jovens pela participação cívica e política;
  2. Sublinhar a importância da sua contribuição para a resolução de questões que afetam o seu presente e o futuro individual e coletivo, fazendo ouvir as suas propostas junto dos órgãos do poder político;
  3. Dar a conhecer o significado do mandato parlamentar e o processo de decisão da Assembleia da República (AR), enquanto órgão representativo de todos os cidadãos portugueses;
  4. Incentivar as capacidades de argumentação na defesa das ideias, com respeito pelos valores da tolerância e da formação da vontade da maioria.
+
Wanghao Zhu, aluno CBR, alcança medalha de ouro nas XXXIV Olimpíadas Portuguesas de Matemática
WANGHAO ZHU, ALUNO CBR, ALCANÇA MEDALHA DE OURO NAS XXXIV OLIMPÍADAS PORTUGUESAS DE MATEMÁTICA • 20 de março de 2016 | Lisboa
Wanghao Zhu, aluno do 9.º Ano do Colégio Bernardette Romeira, alcançou, no passado dia 20 de março, o 1.º lugar na categoria A nas XXXIV Olimpíadas Portuguesas de Matemática 2015/2016. Esta competição, que decorreu na Escola Secundária Luís de Freitas Branco, em Paço de Arcos, reuniu os 30 melhores alunos nacionais de cada categoria. 

Entrevista ao aluno Wanghao Zhu

Como surgiu o teu interesse pela matemática?
O meu interesse pela matemática começou no 2.º Ano, quando estudava em Ningbo (China). A minha professora Wu reparou que tinha facilidade nesta área e ofereceu-me um livro de problemas de matemática para resolver. Desde aí, o meu interesse pela matemática cresceu gradualmente.

Mais tarde, no 4.º Ano, fui convidado pela professora Mao a ingressar numa disciplina extracurricular dedicada às Olimpíadas da Matemática, onde obtive bastante sucesso, tendo ganho alguns concursos.


Ficaste surpreendido por teres sido apurado para a fase final das Olimpíadas Portuguesas da Matemática (OPM) 2015/2016?
Sim, fiquei bastante surpreendido porque a prova da 2.ª fase não me correu bem e por isso não esperava ser apurado para a fase final. Mas quando, na manhã de 19 de fevereiro, recebi um e-mail da organização das Olimpíadas Portuguesas da Matemática a dar- me as felicitações por ter sido apurado para a fase nacional, fiquei muito contente. Foi uma das melhores notícias da minha vida!


Como te preparaste para a fase final das OPM?
As professoras de matemática, Ana Rodrigues e Carmo Coelho, ajudaram-me bastante, fornecendo provas de anos anteriores e esclarecendo algumas dúvidas. Na internet descobri alguns livros com vários exercícios. Infelizmente, não me preparei como desejaria, por ter tido um final de período bastante cansativo, com testes, trabalhos e apresentações.


Conta-nos como foi a tua experiência em Lisboa, na fase final deste concurso.
Foi uma experiência inesquecível e muito enriquecedora. Esta viagem permitiu abrir-me novos horizontes. Quando parti de Olhão para Lisboa, sentia-me um pouco inseguro, mas assim que cheguei à Gare do Oriente e reuni-me com todos os participantes das Olimpíadas Portuguesas da Matemática, fiquei ainda mais inseguro.

Na Escola Secundária Luís de Freitas Branco, onde decorreram as provas, senti-me um pouco perdido, não conhecia ninguém. O primeiro dia não correu muito bem. Fiquei desiludido comigo mesmo, mas decidi que no 2.º dia seria diferente. E assim aconteceu. Consegui encontrar a solução para todos os problemas e fiquei mais otimista quanto ao meu desempenho. Na cerimónia de encerramento, apesar do meu nervosismo, sentia que tudo o que tinha feito permitir-me-ia obter uma medalha. Contudo, quando anunciaram que tinha obtido a medalha de ouro, na Categoria A, não consegui controlar as emoções de tão feliz que estava.


O que ganhaste com este prémio?
Para além da medalha de ouro, sinto que neste três dias, a minha paixão pela matemática aprofundou-se. Sei que o meu futuro estará ligado à matemática.  Aprendi que o importante é nós fazermos o que gostamos e que isso nos levará ao sucesso.

Outro prémio bastante aliciante é a oportunidade de participar nos estágios Delfos, dinamizados pelo Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, onde irei preparar-me para outras competições, nomeadamente a fase de seleção para as Olimpíadas Internacionais que se irão realizar em julho, em Hong Kong.
 

O que são as Olimpíadas Portuguesas da Matemática?

As Olimpíadas Portuguesas de Matemática (OPM), organizadas anualmente pela Sociedade Portuguesa de Matemática, são um concurso de problemas de Matemática, dirigido aos estudantes dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e também aos que frequentam o ensino secundário, que visa incentivar e desenvolver o gosto pela Matemática.
Os problemas propostos neste concurso fazem sobretudo apelo à qualidade do raciocínio, à criatividade e à imaginação dos estudantes. São fatores importantes na determinação das classificações o rigor lógico, a clareza da exposição e a elegância da resolução. As OPM não têm como objetivo fundamental testar a quantidade de conhecimentos acumulados.

As OPM decorrem em três fases:

uma primeira eliminatória, que se realiza em todas as escolas que manifestem a intenção de participar, sendo a participação aberta a todos os alunos;
uma segunda eliminatória, que funciona como uma final regional, que decorre em algumas escolas do país e para a qual são seleccionados alguns alunos, de acordo com o regulamento das OPM;
uma Final Nacional, que decorre numa escola convidada para organizar esta etapa das Olimpíadas; participam 30 alunos de cada uma das categorias, seleccionados de acordo com o regulamento das OPM.
 

Mais informações:
http://olimpiadas.spm.pt/
+